sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

SARAU DO LABORATÓRIO (XVIII)

PASTAGEM

Grama, capim, comida,
Trincada pelos dentes
De ruminantes angustiados.
Folhas sumidas, rasgadas, feridas,
A duros cascos, maceradas.

(Poema de Celso Vegro)


039

No trânsito
parado
das terríveis
cidades

o tráfico
é o único
que anda
mesmo na contramão.

(Poema de Fabiano Garcez)

8 comentários:

  1. Victor Brum Calaça22 de janeiro de 2010 17:22

    Caro Fabiano

    Gostei muito dos poemas....especialmente o 039.
    De fato ele possui aparentemente simples, concilia concisão com um visão de cronista ,e de poeta.De cronista pelo cena do cotidiano.E de poeta pela singular perspectiva que o poeta domina para modificar a ordem das coisas.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. O primeiro poema é de autoria de Celso Vegro, o segundo é do Fabiano Garcez. São estilos bem diferentes entre si, mas a meu ver, são muito bem realizados.

    Claudio Daniel

    ResponderExcluir
  3. Professor Claudio Daniel

    Surpreso estou com a publicação de meu modestíssimo poema em seu blog. Teria muito gosto de lhe apresentar os poemas que andei a rascunhar nessa semana que, por assuntos profissionais, me afastou do último encontro do laboratório. Aguardo seu aceite.
    Celso Vegro

    ResponderExcluir
  4. Caro Celso, claro, mande os poemas.

    Abraço,

    Claudio

    ResponderExcluir
  5. Prezado prof. Cláudio
    Mando para sua refinada apreciação dois que podem, talvez, encontrar outra boa avaliação.
    Celso


    TOMBO

    Réstias despedaçadas
    ____________jazem.
    Em chão espantado///
    amolecido ________
    Corre um silêncio:
    faiscado
    (de roupão)



    MINHA FILOSOFIA

    Para decifrar a existência,
    Corte.. a bisturi poético.
    Para anatomizar sentimentos,
    Talhe.. a bisturi poético.
    Para dissecar paixões,
    _____ especialmente as ignoradas e as ocultas,
    Rasgue.. a bisturi poético.
    O enredo chamado vida,
    ____espera que lhe rompam o véu.

    ResponderExcluir
  6. Prezado Prof. Cláudio
    A postagem de ambos poemas por si só pode ser tomada como um indicativo de sua aprovação?
    Enfim, trata-se de curiosidade de aluno que somente o crivo especializado pode dirimir.
    abçs
    Celso Vegro

    ResponderExcluir
  7. Celso, são bons poemas, mas prefiro analisar em aula mesmo... assim que tiver a data da próxima oficina, avisarei você. Abraço do

    Claudio

    ResponderExcluir
  8. Obrigado Claudio por postar meu poema.

    Obrigado Victor pelo comentário

    ResponderExcluir