domingo, 1 de dezembro de 2013

São os outros
















São os outros,
os que não alcanço
em mim.

São os outros,
meu profundo
mergulho.

São os outros,
trilhas escarpadas
que não ouso
transitar.

São os outros,
atlântico horizonte
de pacíficas tormentas.

E aquilo
que não entendo,
apetece,
transverter...
C.V.

dez/treze

Um comentário:

  1. Boa tarde! Acabo de aportar nestas plagas e vou ver se pego umas maritacas...

    ResponderExcluir